Ações Encerradas

Alguém quer arroz transgénico?

Julho 2009 - Portugal é o país da Europa que mais come arroz, per capita. Este cereal representa um pilar central na nossa alimentação e cultura gastronómica. E até agora não havia arroz geneticamente modificado em circulação na União Europeia. Mas a paz acabou. Neste momento a Bayer, uma multinacional alemã, pretende importar para toda a União Europeia uma variedade de arroz geneticamente modificado, para consumo humano. Este arroz GM foi manipulado para aguentar elevadas doses de um herbicida (glufosinato de amónio) que mataria as variedades convencionais. Mas não há país nenhum no mundo que cultive arroz transgénico para fins comerciais e, além disso, o glufosinato de amónio é tão tóxico que já está oficialmente decidida a sua proibição na União Europeia. No entanto a Comissão Europeia quer sua aprovação e está previsto que seja votado em Bruxelas (ainda não há data marcada) se este arroz LL62 da Bayer vai ou não poder chegar aos nosso pratos. Se houver aprovação, países como os Estados Unidos poderão começar a cultivá-lo. E a partir daí a contaminação vai liquidar o arroz não transgénico, como já está a acontecer com no milho e na soja, tornando o mundo irreversivelmente dependente de uma empresa cujo único objectivo é o lucro. É um mau negócio para todos, mas é um excelente negócio para a Bayer. Se não quiser assistir passivamente a este desfecho, colabore na nossa campanha contra o arroz transgénico.

Escreve uma história sobre OGM!

 

A Casa da Horta desafia-te a escreveres uma pequena história sobre OGM (organismos geneticamente modificados) para crianças.

Com esta história pretende-se mostrar aos mais novos o que são transgénicos e quais os seus perigos (por exemplo: estarem nas mãos de grandes multinacionais, contribuírem para a perda da diversidade genética, a contaminação genética, o risco para a segurança alimentar, os seus efeitos na terra, no Homem e nos animais, etc).

O objectivo é escreveres várias frases que possam ser ilustradas com uma linguagem simples. O texto deve ser curto de forma a não ultrapassar as 10 páginas, contando com a ilustração. Podes optar por escrever um texto de forma a que possa ser posteriormente adaptado a banda desenhada ou para ser ilustrado.

O prazo de entrega é dia 30 de Maio de 2009.

Podes enviar o teu trabalho por e-mail, por correio, ou entregar directamente na Casa da Horta.
A folhas devem vir identificadas com o teu nome e contacto de e-mail.

O prémio é um jantar para duas pessoas (sopa, prato, bebida e sobremesa).

Para mais informações:
Casa da Horta, Associação Cultural
www.casadahorta.pegada.net
casadahorta@pegada.net
Tel: 222024123 / 965545519 / 937267541 / 916472466
Rua de São Francisco, 12A
4050-548 Porto
(Perto da Igreja de São Francisco e Mercado Ferreira Borges)

Boicote os investimentos da CGD na Monsanto & Co.

A Caixa Geral de Depósitos oferece um plano de depósito a prazo (o Caixa Top Novembro 2010) que está indexado e rende de acordo com o valor das acções da Monsanto, Syngenta e Deere no mercado bolsista. Porque a Monsanto e a Syngenta são das principais responsáveis pela imposição das sementes transgénicas ao mundo e aos agricultores, a Plataforma Transgénicos Fora alerta para a importância de evitar este produto financeiro.

Venha dizer à Espanha que ninguém quer transgénicos!

No dia 16 de Abril, quinta-feira, pelas 15h, a Plataforma Transgénicos Fora vai levar a cabo uma acção de solidariedade e sensibilização junto ao Consulado espanhol na cidade do Porto, incluindo a entrega de uma carta ao Cônsul Geral de Espanha em Portugal pedindo o fim do cultivo de milho transgénico em Espanha. Estão convidados a vir também! O Consulado fica na Rua D. João IV, nº 341, Porto.

A Espanha é o país que mais cultiva transgénicos em toda a União Europeia e esta actividade, repetida em solidariedade por muitas cidades europeias, integra-se na semana de protesto contra os transgénicos organizada por múltiplas associações espanholas de consumidores, ambientalistas e agricultores que culmina a 18 de Abril (dia internacional da luta camponesa) com uma manifestação alargada em Saragoça. Mais informações aqui.

---

Veja abaixo algumas das fotos que registaram esta acção.

Estão em greve de fome pelo nosso futuro - Apoie aqui!




ACTUALIZAÇÃO EM 2009/04/08: Ao fim de 20 dias de greve de fome, Edyta e Danute (esta com 16 dias sem comer) terminaram o seu protesto após promessas do presidente da república polaca ter prometido levar as suas preocupações em consideração. Não é muita coisa... esperemos que os próximos meses mostrem que o esforço valeu a pena.

Marcha entre Arronches e Portalegre - 28 Fev / 1 Março

Integrada na iniciativa "Vita Activa" (www.vita-activa-tour.eu), que tem como objectivo sensibilizar para a importância de uma agricultura e alimentação saudáveis e sem OGM, a Plataforma Transgénicos Fora convida todos os interessados a participar numa marcha que decorrerá no fim de semana de 28 Fevereiro e 1 de Março, no distrito de Portalegre.
O percurso a realizar terá cerca de 24 kms e ligará Arronches a Portalegre em dois dias, por entre uma paisagem de montado de sobro e azinho, característica desta região do Alto Alentejo. Haverá boa disposição garantida e são permitidos outros meios de transporte não poluentes (patins, bicicletas, skates, etc.) para realizar o percurso. As inscrições são gratuitas mas obrigatórias.
Para mais informações e inscrições contactar: quercus.portalegre@gmail.com ou o 96 010 70 80.


Faça ouvir-se - Mande um email!

2008/12/12 - Se não concorda que a ASAE ponha a dirigir a comissão técnica de avaliação de risco dos transgénicos uma das pessoas que em Portugal mais defende esses mesmos transgénicos, então faça ouvir o seu protesto! Copie o texto abaixo (pode alterar o que entender) e envie-o para os emails indicados. Não se esqueça de pôr o seu nome e nº de BI no final da carta. Se possível, faça cópia para o email da Plataforma Transgénicos Fora (info@stopogm.net) para se registar a dimensão do protesto. E, claro, passe este email aos seus amigos e colegas, para que protestem também! O objectivo é atingir cinco mil envios até ao final de Janeiro de 2009. Todos os emails contam!

Venha a Monforte este sábado 12 de Julho dizer NÃO aos campos experimentais de transgénicos!

Faça-se ouvir contra o cultivo de OGM não testados em zonas de Rede Natura!

Exija que o governo respeite as zonas livres criadas democraticamente!

A Plataforma Transgénicos Fora convida todos os interessados em proteger a agricultura e alimentação portuguesas a participar numa acção de protesto no sábado 12 de Julho de 2008 em Monforte em frente à herdade onde foram autorizados três anos de testes experimentais de milho transgénico.

O ponto de encontro é às 10h da manhã no parque de merendas da praia fluvial de Monforte, junto à ponte antiga sobre a Ribeira Grande. O acesso está sinalizado a partir de Monforte (há parque de estacionamento no local) e no mapa abaixo pode ver-se o local exacto no canto superior esquerdo.

Quem estiver disponível para ajudar à preparação da acção (pintar faixas, vestir espantalhos...) está convidado a acampar já a partir de sexta de manhã, e até domingo, no mesmo local (existem sanitários e apoio de cozinha).

Todos contam - contamos consigo!

ACÇÃO: Envie um postal ao Comissário Dimas!

 

 

INFORMAÇÃO
Em Outubro de 2007 o Comissário Europeu do Ambiente, Stavros Dimas, propôs aos restantes comissários que fosse chumbado o pedido de cultivo de dois tipos de milho transgénico (Bt-11 e 1507) devido às evidências científicas quanto a impacto ambiental negativo. Mas o sentimento maioritário na Comissão Europeia é pró-OGM, e a decisão final já foi adiada duas vezes por falta de consenso. Entretanto a Greenpeace liderou uma campanha de apoio que recolheu mais de cento e trinta mil emails em cerca de um mês.

 

Agora, em Abril de 2008, o presidente da Comissão, Durão Barroso, pediu ao Comissário Dimas para retirar a sua proposta de rejeição e pedir novo parecer à Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (AESA). Como se sabe, a AESA nunca viu nenhum OGM de que não gostasse e este passo pretende retirar legitimidade à actual proposta do Comissário. Não há muito que os europeus possam fazer, mas a força dos números continua a jogar a nosso favor e com ela podemos fortalecer Stavros Dimas. Esta campanha é internacional.

 

ACÇÃO
Pegue num postal ilustrado (não servem emails!), cole um selo de 61 cents (se for formato normalizado) e envie-o para:
Commissioner Stavros Dimas
European Commission
Rue de la Loi 200
1040 Brussels
BÉLGICA

 

A mensagem pode ser muito simples, e pode ser escrita em português, francês ou inglês. Basta dizer algo como "Força por uma Europa sem OGM!" ou "Estes OGM têm de ser banidos!" ou "Obrigado por proteger a agricultura da entrada de OGM.", pôr data, local e assinar. O importante é que a Comissão sinta a pressão pública e Stavros Dimas possa levar para as reuniões os sacos cheios de correio. É uma bela demonstração visual do apoio do público. Mãos à obra!

Páginas

Subscribe to Ações Encerradas

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO