Não pára de diminuir a área cultivada com transgénicos na Europa

Apesar de a Comissão Europeia já ter libertado o cultivo de transgénicos na União Europeia (UE) no final de 2004, as perspectivas não são as mais risonhas para a indústria geneticamente modificada. Com efeito, considerando a área cultivada com transgénicos em todos os 27 países que compõem actualmente a UE (incluindo, para efeitos de comparação, a Roménia e a Bulgária, apesar de estes países só terem entrado oficialmente na UE em Janeiro de 2007), verifica-se que a área total cultivada comercialmente com transgénicos tem vindo a diminuir desde 2005. Os números do gráfico acima foram obtidos de fontes oficiais ou, na ausência destas, da própria indústria (que, como é por demais sabido, nem sempre é demasiado rigorosa). Podem, portanto, pecar por excesso. Na prática, ao longo destes anos, só tem havido cultivos numa fracção dos 27 países: Alemanha, Eslováquia, Espanha, França, Polónia, Portugal, República Checa e Roménia. Em 2008 o cultivo de transgénicos encontra-se oficialmente proibido na Áustria, França, Grécia, Hungria, Itália, Letónia e Polónia. Fora da União Europeia, na Suíça, o cultivo também se encontra proibido na sequência de referendo nacional.
A tabela com os valores que serviram de base ao gráfico está disponível aqui. Há mais informações aqui, aqui e aqui.

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO