Diga ao nosso ministro de que lado estamos!

ACTUALIZAÇÃO EM 8 DE JULHO DE 2009 - Já 148 473 pessoas participaram nesta acção em toda a Europa. Em Portugal houve 761 mensagens enviadas ao Ministro do Ambiente. Ainda não está marcada a próxima votação, por isso ainda vale a pena mandar o seu email: veja abaixo como fazer - é muito simples!


ACTUALIZAÇÃO EM 2 DE MARÇO DE 2009 - Boas Notícias! Teve hoje lugar a primeira votação desta série, no Concelho Europeu de Ambiente (com os ministros) e a proposta da Comissão Europeia que pretendia impedir a Áustria e a Hungria de proibirem o milho transgénico MON 810 nos seus países saiu derrotada! Eram precisos 255 votos num total de 345, e conseguiram-se 282. Vêm aí mais votações até ao Verão, mas esta já está ganha!


Faça-se ouvir! Na segunda-feira dia 2 de Março de 2009, em Bruxelas, vai ter lugar a primeira de uma série de votações sobre transgénicos que é decisiva para o futuro próximo desta tecnologia na UE. Não estão ainda marcadas as seguintes.

Trata-se essencialmente de decidir sobre dois pacotes de propostas da Comissão Europeia: para impedir os Estados Membros de proibir certos transgénicos no seu território, e para autorizar para cultivo mais duas variedades de milho transgénico, a juntar à que já está autorizada.

De acordo com as votações prévias já realizadas, a maioria de dois terços necessária para bloquear estas propostas está prestes a ser atingida, mas pode perder-se por muito poucos votos. Portugal, que se tem abstido ou votado a favor da Comissão Europeia, precisa de mudar de posição.

Para mostrar ao Ministro do Ambiente que só votando contra é que serve os interesses dos portugueses, por favor envie-lhe a carta abaixo preenchida com os seus dados! No final tem a opção de acrescentar uma mensagem personalizada. Se puder divulgar esta campanha pelos seus conhecidos, é óptimo!

Comentários

Ola',

Realmente, nao percebo como podem enviar uma coisa destas so' na sexta-feira ou no sabado, quando a votacao e' na segunda-feira.

Os meus comentarios sao:
- Cambada de incompetentes!
- O mais provavel e' que isto seja aceite, por falta de pressao popular contra, pelo menos manifestada...

Vejam la' se fazem o vosso trabalho como deve ser e atempadamente!

Agradecemos as palavras simpáticas. As pessoas que dão o seu tempo à Plataforma enquanto voluntários tentam estar atentas a tudo o que se vai passando nesta área, mas nem sempre é possível. Além disso este trabalho é uma iniciativa coordenada entre várias associações europeias, e nenhuma conseguiu reagir antes desta semana (há uma boa razão para isso, que tem a ver com a expectativa recente e inesperada de se conseguir atingir a maioria de dois terços). De qualquer forma a votação da próxima segunda feira é apenas a primeira do pacote referido na carta da campanha, pelo que os emails não são desperdiçados se forem enviados depois disso - antes pelo contrário. Para finalizar fica aqui o convite para que venha colaborar connosco e mostrar-nos a sua competência. Prometemos ser bons alunos.

OK, as minhas desculpas por ter sido tão abrupto. E' que já basta o facto da maioria da humanidade se estar marimbando para a natureza, ainda me revolta mais quando os poucos que se importam não sabem fazer as coisas.

Sei perfeitamente a dificuldade e os desafios que as ONGs tem e nutro alguma admiração por quem se dedica a causas nobres. Agora isso não invalida e' que, na maior parte dos casos, estas operem de forma demasiado amadora. La' por alguém estar a fazer algo de forma voluntária, isso não deveria de forma alguma fazer com que fosse menos serio ou profissional. Infelizmente, a maior parte das vezes tal não e' o caso.

Gostaria certamente de poder ajudar-vos. So' que neste momento tal não e' realista. Estou com uma carga de trabalho excepcionalmente pesada na minha actividade profissional a tempo inteiro, durante os provimos meses. Para alem disso, ja' estou como vice-presidente e membro activo de uma ONGA, a Ecolution, em que estamos a desenvolver um projecto de agricultura biológica.

No entanto, e se a vossa proposta não foi meramente irónica, será com todo o gosto que poderei colaborar convosco dentro de alguns meses.

Atenciosamente,
Manuel Trindade

Bem vindo de volta. A resposta anterior tinha o seu quê de irónico, mas agora já não tem. Precisamos mesmo da colaboração de todos os interessados e com boa vontade - esperamos que a sua disponibilidade aumente em breve e aguardamos nota disso.

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO