HERBICIDA DE SOJA TRANSGÉNICA PODE CAUSAR DEFEITOS DE NASCIMENTO

2010/09/24 _ Novos estudos científicos demonstram impactos negativos
Uma equipa internacional de cientistas conceituados publicou este mês um relatório sistematizando as provas acumuladas sobre os riscos ambientais e para a saúde humana do Roundup (o herbicida mais vendido no mundo) e respectivo cultivo de soja transgénica Roundup Ready (manipulada para receber a aplicação desse herbicida)...

Comentários

O estudo que agora é referido pela Plataforma, já tem algumas luas... seria importante referirem que esse estudo foi feito em laboratório pulverizando embriões de seres vivos com herbicida. Qualquer que fosse o herbicida ou mesmo qualquer outro quimico, teria efeitos negativos sobre os embriões. Até pode matar se alguem desesperado os beber! Não é para pulverizar embriões, nem para beber, que os herbicidas foram feitos.

Car@ anónim@,
Agradecemos a sua visita. O que diz propõe-se desacreditar as conclusões do estudo do Prof Carrasco (Glyphosate-based Herbicides Produce Teratogenic Effects on Vertebrates by Impairing Retinoic Acid Signaling) através de dois argumentos:
- dizendo que o artigo já é antigo,
- dizendo que a metodologia está errada.

No entanto nenhum destes argumentos está correcto.

Quanto ao primeiro argumento, o artigo foi publicado este ano e é portanto muito recente. Na verdade, o artigo ainda nem sequer está publicado em papel, e só foi publicado online a 9 de Agosto. É, de facto, um artigo recentíssimo.

No que toca ao segundo argumento, deve dizer-se que o artigo foi publicado numa das melhores revistas científicas do mundo para esta área de investigação. Tem um factor de impacto de 3.74 e situa-se no primeiro quartil da classificação de importância que o ISI faz de todas as revistas científicas. É, portanto, das revistas mais rigorosas em termos de revisão prévia dos artigos que publica e isso garante e demonstra que a metodologia não tem erros grosseiros como aqueles que aponta.

Aliás, basta ler o artigo para verificar que não houve pulverização mas sim injecção do herbicida. Citando: "Embryos were injected with 360 or 500 pg of glyphosate (N-(phosphonomethyl) glycine (Sigma 337757) per cell into one or both cells at the 2-cell stage."

Quando diz que "Não é para pulverizar embriões, nem para beber, que os herbicidas foram feitos." está de facto a esquecer alguns dados importantes. Os herbicidas, quando aplicados, não ficam apenas nas ervas daninhas. Também vão parar à água que depois as pessoas bebem. E que as grávidas bebem. Daí que, quando em concentrações mais baixas do que aquelas que se aplicam correntemente em agricultura, se verifica que a exposição ao glifosato provoca gravíssimas consequências para a saúde, a conclusão só pode ser uma: o glifosato tem de ser proibido, a bem da saúde de todos nós.

Cumprimentos,
Plataforma Transgénicos Fora

ola, não pude deixar de notar a discussão sobre transgênicos, talvez eu esteja equivocado, mas gostaria que me respondessem qual a alternativa mais VIÁVEL economicamente, ambientalmente e socialmente para substituir a soja transgênica, ou o uso de herbicidas, pela cultura. ao meu ver, não tem como substituir, pois o mundo precisa de alimento, e não vai parar de consumi-lo para proteger o meio-ambiente, isto é fato, a intenção dos transgênicos é justamente cultivar a soja causando o minimo de impacto ecológico possível, só há uma forma de extinguir a agressão ao meio ambiente pelo cultivo das monoculturas, que é não cultivando mais, assim fechando nosso país exclusivamente para o consumo interno, ou seja, impossível!!!
eu tenho muito respeito pelos ambientalistas, mas tem horas que é inacreditável a capacidade de serem LEIGOS nesse assunto de agricultura.
obrigado.

Caro C & C,
Obrigado pela visita. Há países inteiros que proíbem o cultivo de transgénicos no seu território (Noruega, Suíça, Alemanha, Itália...) e estes países têm uma agricultura viável. Isso significa que existem alternativas aos transgénicos, certo? Além disso a esmagadora maioria da população europeia prefere consumir alimentos sem transgénicos. Isto significa que há mercado disposto a pagar mais para evitar os transgénicos. Que mais é preciso para demonstrar que uma agricultura sem transgénicos é não só possível como desejável?
Votos de bom trabalho,
Plataforma Transgénicos Fora

Gostaria de nos apoiar?

FALE CONNOSCO