QUERCUS E PLATAFORMA TRANSGÉNICOS FORA PEDEM AOS AUTARCAS QUE ABANDONEM USO DE HERBICIDAS

2014/03/20 _ Na Semana Internacional de Ação Contra os Pesticidas  
A Quercus e a Plataforma Transgénicos Fora (PTF), onde estão representadas as principais associações portuguesas de defesa do ambiente de âmbito nacional, endereçaram uma carta a todos os presidentes de Câmaras Municipais alertando para os riscos ambientais e de saúde, da aplicação de herbicidas em espaços urbanos, prática generalizada por todo o país...

TRANSGÉNICOS FORA DE CONTROLO EM TODO O MUNDO

2013/11/12 _ Contaminação da biodiversidade é caminho errado para o futuro 
Lisboa/Munique - É hoje divulgado o primeiro relatório global sobre o alastramento incontrolável da contaminação transgénica em espécies como o milho, arroz, algodão, colza e até um choupo e uma gramínea...

A Lista Negra

A Plataforma Transgénicos Fora realizou nos hipermercados, no final de 2012 e início de 2013, um levantamento dos alimentos que contêm ingredientes transgénicos. Verifica-se que atualmente essa presença se limita à soja transgénica utilizada nos óleos alimentares. Abaixo pode ver a lista completa das marcas de óleo que incluem soja transgénica. Os produtos biológicos são sempre produzidos sem transgénicos. A lista será atualizada sempre que surgirem novas informações.

MARCA DO ÓLEO
PRODUTOR OU DISTRIBUIDOR

ONDE ESTÁ À VENDA

Apetite
Sovena
Pingo Doce
Finóleo
Sovena Intermarché
Frigi
Sovena Continente, E. Leclerc, El Corte Inglés, Froiz, Intermarché e Jumbo
Fritóleo
Sovena El Corte Inglés e Jumbo
Abrilsem
Aceites Abril
Froiz
Gesi
Sovena Continente
Olisoja
Sovena Continente, El Corte Inglés e Jumbo
Pôr do Sol
Riazor
Continente
Serrata
Cidacel
E. Leclerc
Top Budget
Regional Mercadorias
Intermarché
Vêgê
Sovena
Continente, E. Leclerc, El Corte Inglés, Froiz, Intermarché e Jumbo
Vitóleo
Sovena Lidl

Nota: A marca SOS Pobreza comercializada em benefício da AMI inclui um óleo que contém soja geneticamente modificada. No entanto fomos alertados pela AMI a 25 de janeiro de 2013 de que este produto ia deixar de ser comercializado. É pois de esperar o óleo desapareça dos supermercados após esgotamento das existências.

Transgénicos, Ciência e Independência q.b.

A bomba que abalou o confortável dia-a-dia dos vendedores de transgénicos foi publicada, sem aviso prévio, no dia 19 de Setembro de 2012 na revista científica Food and Chemical Toxicology(1). As notícias? O milho transgénico NK603, da Monsanto, que pela primeira vez fora estudado quanto à sua toxicidade a longo prazo (dois anos, o que corresponde ao ciclo de vida completo dos animais usados), revelou-se causador de morte prematura, para além de tumores e danos em múltiplos órgãos vitais(2). A máquina de contra-propaganda entrou imediatamente em turbo. Tudo estaria errado neste estudo: a começar com o próprio cientista principal, G.E. Séralini, acusado de desenvolver uma guerrilha pessoal contra os transgénicos, de estar à procura de publicidade para vender o seu livro, de aceitar financiamento proveniente de uma fundação que se posicionou contra os transgénicos ou de não divulgar todo e cada um dos dados de laboratório obtidos durante o estudo, entre outros.

Arroz Dourado - A visão de um Eldorado transviado

A criação de plantas transgénicas com vista ao melhoramento dapropriedades nutricionais (biofortificação) revelou-se uma estratégia tão controversa e criticável quanto a dos restantes tipos de alimentos geneticamente modificados. Este pequeno comentário centra-se apenas no alimento biofortificado mais conhecido, o arroz dourado, cuja fama lhe garantiu até presença num exame nacional de biologia do 12º ano (2ª fase de 2006). À partida não poderia ser uma iniciativa mais nobre: resolver um problema dramático e muito real que é a subnutrição na forma de avitaminose A, cujas consequências vão desde a cegueira à morte prematura. Este é um desafio de muitos países em vias de desenvolvimento: a Organização Mundial de Saúde estima que atinge 190 milhões de crianças em todo o mundo, sobretudo em África e na Ásia. Anualmente são cerca de 670 mil as crianças que morrem por deficiência em vitamina A, e mais de 250 mil as que ficam cegas. O projeto do arroz dourado iniciou-se na década de 80 e em 2013 poderá ser autorizada a primeira variedade comercial (nas Filipinas). E é aqui que começam os problemas. Apesar das três décadas de investigação, e das dezenas de milhões de dólares em financiamentos, quase nada está publicado na literatura científica sobre o desempenho e segurança deste transgénico.

ESTUDO CIENTÍFICO PUBLICADO HOJE DEMONSTRA QUE MILHO TRANSGÉNICO CAUSA TUMORES E MORTE

2012/09/19 _ Todos os transgénicos estão em causa - Governo tem de tomar medidas Foi hoje publicado na prestigiada revista internacional Food and Chemical Toxicology um estudo sobre milho geneticamente modificado que aponta para efeitos tóxicos "alarmantes" até agora desconhecidos. Trata-se da primeira vez a nível mundial que são investigados os efeitos de longo prazo dos transgénicos na saúde...

Parlamento: Onde estão os terrenos com transgénicos?

2012/07/26 - Foi hoje apresentada na Assembleia da República pelo Partido Ecologista Os Verdes, tendo como destinatária a Ministra da Agricultura, uma pergunta formal relativa aos cultivos transgénicos em Portugal. Esta questão, muito atempada, já tinha sido apresentada anteriormente com outra formulação... e o Ministério na sua resposta tinha-a habilmente eludido. Em causa está o incumprimento do dever legal de divulgação ao público dos locais onde são cultivados transgénicos em Portugal. Como é possível que a lei estabeleça essa obrigação e o Ministério passe anos sem a cumprir? Vamos esperar para ver a não-resposta que o Ministério dará desta vez.

Agricultor explica porque abandonou cultivo de transgénicos

2012/07/21 - A revista The Organic and Non-GMO Report publica este mês uma entrevista com Wendel Lutz, um produtor americano que, após seis anos a cultivar soja transgénica, decidiu regressar à soja convencional. A desilução resultou sobretudo de dois fatores: - as infestantes tornaram-se resistente ao Roundup (normalmente este herbicida mataria as ervas sem danificar a soja transgénica, mas com o aparecimento de resistência o químico já não faz efeito) e teve de começar a usar concentrações cada vez maiores; - a produtividade da soja transgénica mais recente (Roundup Ready 2 Yield) era fraca. Agora que a sua colheita é garantida sem transgénicos recebe um prémio adicional de 1,90 dólares por alqueire. Quanto aos transgénicos, não lhe deixaram saudades.

Reunião com o Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural

2012/07/04 - Foi hoje a reunião da Plataforma Transgénicos Fora com o responsável pelo dossier OGM no governo. Esta reunião tinha sido pedida a 20 de Março de 2012 e estiveram presentes, por parte da Secretaria de Estado, o próprio Secretário de Estado das Florestas (SEF), Dr Daniel Campelo, e a adjunta Dra Carolina Faria. O principal ponto da agenda, e o único para o qual houve tempo, foi a incapacidade demonstrada ao longo dos últimos anos pela Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) de cumprir o estabelecido pelo acórdão 169/10 do Supremo Tribunal Administrativo: permitir o acesso do público à informação sobre a localização dos terrenos com cultivo de milho transgénico. Antes de o Supremo se ter pronunciado sobre a questão a DGADR alegava que a lei não permitia essa divulgação. Após o Supremo ter esclarecido que essa informação podia (e devia) passar para o domínio público, a DGADR passou a apresentar desculpas inenarráveis que dificilmente poderão interpretar-se como estando de boa fé. Hoje o SEF ouviu a perspetiva da Plataforma nesta matéria, viu a documentação e os pareceres que a sustentam, e prometeu tomar uma decisão em tempo útil face aos nossos pedidos concretos. Aguardemos.

Páginas